domingo, 19 de março de 2017

Para que educamos as crianças? – Pequena animação nos faz refletir sobre isso

 
No dia a dia agitado, todos os pais e mães tentam ensinar o caminho certo para seus filhos, a fim de formar crianças para serem adultos exemplares no futuro. Mas qual é o caminho certo? 
“Alike”, ou “Iguais”, em tradução livre para o português, é um curta de animação dirigido pelos espanhóis Daniel Martinez Lara e Rafiki Cano Mendez.
Em oito minutos, eles nos convidam a acompanhar Copi  – um pai trabalhador e engajado -, na tentativa de dialogar com seu filho Paste. Mas sendo ele alguém que apenas cumpre horários e executa tarefas no “piloto automático”, ensina e espera do filho esse comportamento repetitivo.
Na rotina diária de seus afazeres numa grande cidade, Copi se alegra apenas quando encontra o pequeno. Já Paste, que na escola também é estimulado ao ‘padrão’ , desafia o pai a criar estratégias para deixar a vida mais alegre, com mais sentido.
 
Com muita sensibilidade e  delicadeza poética, a animação nos leva à refletir sobre a importância de prestar mais atenção às atitudes das crianças – e como elas tentam se comunicar conosco -, bem como no ambiente massificador que pode ser a escola que não dá eco à criatividade e à fantasia infantil.
Através de uma linguagem simples, o curta-metragem eleva o poder da imaginação como atalho para dar mais leveza ao cotidiano e fazer do mundo um lugar mais colorido. E nos incita a questionar os processos educativos, que poderiam ser mais customizados às necessidades e interesses das crianças, reconhecendo que o vínculo e as relações de afeto também são fundamentais para a aprendizagem.

0 comentários :

Postar um comentário