terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Como realizar o diagnóstico inicial dos alunos

 
Como realizar o diagnóstico inicial dos alunos? Antes de elaborar os planejamentos de cada eixo, o professor precisa mapear os saberes das crianças. Afinal, cada turma tem uma constituição muito particular, não é mesmo? É o diagnóstico inicial que nos dá dados precisos acerca dos conhecimentos dos pequenos quando começam as aulas, mesmo no caso daqueles que frequentaram a escola no ano anterior e, portanto, já são conhecidos da equipe.

Será com base nas informações obtidas nesse levantamento que cada professor poderá ajustar as sequências, os projetos e as atividades permanentes de maneira que as situações didáticas assegurem o avanço na aprendizagem de todos.

E como o coordenador pedagógico pode ajudar a equipe docente nesse trabalho? A essa altura, os registros de avaliação, os portfólios e outros materiais do ano anterior já devem ter sido entregues aos professores deste ano para que eles tenham um primeiro contato com o histórico das crianças. Também cabe ao formador marcar uma reunião para retomar quais são as expectativas de aprendizagem dos eixos em cada faixa etária. Para tanto, vale retomar o currículo e refletir com o coletivo. É nessa discussão que os professores se apropriam da proposta pedagógica da escola.

Como realizar o diagnóstico inicial dos alunos
Como realizar o diagnóstico inicial dos alunos

Mas, para saber quais são os conhecimentos reais de cada pequeno, será preciso ajudar a equipe a planejar atividades que a turma faça sem qualquer intervenção. Isso é importantíssimo! Caso o professor dê uma dica ou um direcionamento, a situação deixa de ser diagnóstica e passa a ser de aprendizagem. Algumas delas podem ser realizadas no momento do diversificado, já que os pequenos ficam nos cantos e conseguem agir com autonomia.

No momento de realização da tarefa, o profissional precisa observar atentamente como cada criança a faz e registrar o que viu. Em alguns casos, é possível documentar guardando a própria atividade, por exemplo, um desenho. Se não for possível presenciar todo o processo, será preciso pedir ao pequeno que explicite o que fez imediatamente após o fim da atividade, pois, depois de um tempo, ele já não consegue recuperar como procedeu.

Acredito que o diagnóstico leva até duas semanas para ser concluído. Ele não deve se prolongar mais do que isso, pois o professor precisa elaborar ou ajustar os planejamentos e colocá-los em prática.

O trabalho é grande, mas é desse jeito que se faz uma Educação de qualidade e se garante que os pequenos avancem em seus conhecimentos.

Blog Coordenadoras em Ação 
Muriele Massucato e Eduarda Diniz Mayrink

0 comentários :

Postar um comentário